25 de Julho: Dia de Luta da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha – 31 de Julho: Dia da Mulher Africana.

Antecipando as atividade do Dia de Luta da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, o Inegra realizou no dia 21 de julho, na comunidade Alto Alegre em Horizonte/Ce, um intercâmbio cultural com mulheres africanas guineenses e mulheres quilombolas cearenses. A Atividade foi realizada em parceria com a Associação dos Remanescentes de Quilombo de Alto Alegre e Adjacências – ARQUA e com o grupo de Mulheres Bonequeiras de Alto Alegre/Horizonte/Ce.

A partir do vídeo “Pode me chamar de Nadi”, do diretor cearense Déo Cardoso, elas participaram de um debate sobre o cabelo da mulher negra e a sua relação com o fortalecimento da identidade negra. Algumas mulheres jovens quilombolas destacaram o preconceito vivido na comunidade, que força as meninas a prenderem o cabelo desde a infância. Soltar o cabelo seria um gesto que muitas vezes é interpretado como sinônimo de desleixo.

As mulheres guineenses falaram da cultura de Guiné, um país da África Ocidental, que não permite discriminação de cor e/ou do cabelo. Segundo Zaquiela, as mulheres trançam, cortam, prendem e soltam os seus cabelos, pois faz parte da cultura local. Destacou os efeitos nefastos do racismo sobre as mulheres, algo bem perceptível nas relações já vivenciadas no Brasil.

Após o debate, todas foram convidadas a soltarem os cabelos para a oficina de trançado afro. A técnica de trançado afro, para além de evidenciar a beleza dos cabelos afro, também foi utilizada nas sociedades africanas para identificar tribos, gerações e posição social das pessoas. No período da escravatura, era usado como um complexo sistema de linguagem e condutor de mensagens.

O Inegra realiza anualmente as oficinas de Trançado Afro com o objetivo de estimular o uso da técnica para a valorização do cabelo afro e da identidade negra pelas mulheres negras cearenses. Um atividade que compõe a nossa agenda de luta em defesa da cultura africana e de combate ao racismo, pelo destaque ao dia de Luta da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha e em comemoração ao dia 31 de julho – Dia da Mulher Africana.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: