Vereador repudia a Mãe D’água e prefeito rebate: “respeito todas as religiões”

Imagem
A escultura da Mãe D’água instalada na margem petrolinense do Rio São Francisco, feita por Lêdo Ivo, também responsável pelo Nego D’água que fica nas proximidades da margem de Juazeiro, está sendo alvo de críticas feitas por seguimentos religiosos e até mesmo por políticos de Petrolina que atribuem ao monumento uma apologia à figura mítica de Iemanjá. O preconceito em torno da cultura afrodescendente e o desconhecimento acerca das lendas do Velho Chico estão rendendo uma série de comentários curiosos sobre a obra.
“A Bíblia diz que existe um só Deus e um só senhor. Eu notei que os dias em Petrolina agora estão mais tristes, quando eu passo ali na orla que eu olho para a estátua que fizeram a Iemanjá, eu digo: o que é que está acontecendo em Petrolina? Iemanjá na Umbanda significa a deusa das águas. Isso é uma blasfêmia contra Deus, porque a própria Bíblia Sagrada diz que só existe um Deus”, bradava o vereador Osinaldo Souza agarrado a Bíblia enquanto discursava na tribuna da Câmara Municipal na manhã de hoje (27).
Para o edil que é evangélico, a estátua da Mãe D’água que ele insiste em chamar de Iemanjá, não faz parte da nossa cultura, é uma blasfêmia contra Deus e deve ser retirada da Orla. “Se for para falar de cultura, para que um livro mais cultural do que a Bíblia Sagrada? Vamos falar de cultura e me prove onde Iemanjá é cultura? A figura de Iemanjá nem folclórica é para se falar em cultura. Meu amigo, eu posso dizer, Iemanjá é a profanação do próprio Deus. O primeiro monumento para se chegar a Petrolina é a Iemanjá. Eu venho aqui repudiar a atitude do prefeito Julio Lóssio, eu venho aqui dizer a ele: tire essa estátua ao demônio da orla de Petrolina que nós católicos e evangélicos não vamos aceitar” atestou.
Ao falar em primeira mão sobre o assunto a equipe do Nossa Voz, Lóssio explica que a iniciativa de confeccionar a Mãe D’água foi do próprio Lêdo Ivo. O artista, após a instalação da obra está buscando junto a prefeitura e empresários o custeamento da sua produção.  “Lêdo me disse que tinha uma escultura já pronta e gostaria de colocar no rio. Eu disse que a Prefeitura não pode colocar a escultura no rio porque se trata de área de domínio federal. Pedi que ele procurasse a Capitania, o IBAMA e se eles autorizarem a prefeitura não faria nenhuma objeção”, relatou o prefeito.
Segundo Lóssio, Ivo já havia entregado a Petrolina as esculturas da Bíblia Sagrada e a homenagem aos Pracinhas Brasileiros. Diante dos serviços prestados, não passava pela cabeça do gestor que os comentários gerados em torno da Mãe D’água seriam negativos. “O monumento foi feito em homenagem a uma lenda que é a da Mãe D’água, não é Iemanjá, é a Mãe D’água, a mãe das águas, mãe da vida e isso é uma alusão as fontes. A fonte lá em Minas Gerais que dá sustentação ao rio é chamada de Mãe D’água, ou seja, quem produz a água. Então agora a oposição, que quando Lêdo Ivo fez a primeira escultura dele (a Bíblia) elogiaram o escultor, está inventando que é macumba e que é num sei o que. Eu quero dizer que eu respeito todas as religiões e respeito muito Lêdo Ivo”.
Anúncios
Categorias: Uncategorized | Tags: , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: